O Misantropo Enjaulado

O optimismo é uma preguiça do espírito. E. Herriot

Friday, October 13, 2006

Projecção

.
Mísera e mirífica consolação, aquela que quer acreditar que o que o Tempo tirou, o Tempo dará. Em vez de reconhecer a culpa sem resgate possível, da vontade, estima-se que só a falta de oportunidade cortou rente a estrada da idealização que para si se estabeleceu. Ao ponto de convencer-se de que, possivelmente noutro Mundo, ainda será possível
a demanda das mil vezes matutadas ambições para a realização das quais se dá como falta e faltosa a disponibilidade, quando é certo que o que falhou foi o arrojo. Esperança indigna entre todas, a que trapaceia continuamente, dizendo-se capaz de chegar ao inalcançável no momento em que, afinal, já se for outro que não aquele que fracassou; e fingindo estar perdido algo que não o próprio eu!
E era tão fácil perceber que a remissão maior está nesta nostalgia do que afinal se não teve...
Para bater o record de reticências, de José Prudêncio:

NAVIO PERDIDO

Porque é que o meu navio se fez ao mar,
sem que eu tivesse tempo de partir...?
...E sòzinho no cais, fui, a chorar,
olhando as velas brancas a sorrir...

...A sorrir como esperanças a afastar
sem rumo deste ponto de afligir
em que eu fiquei? Por que razão o mar
me roubou deste modo o sonho? Hei-de ir

ainda procurar o barco à vela
que o meu ideal criou, alevantado,
e me deixou no porto abandonado...

...Hei-de ir... Hei-de ir... No dia em que a procela
arrebatar meu corpo já tornado
pedra nua de um cais desmantelado...

Com «O Barco Partiu», de Kej Stenvall
e
«Perdido», de Raymond Betancourt.

2 Comments:

  • At 10:30 PM, Blogger Viajante said…

    Nem de propósito (sorriso)!
    Depois de um longo tempo em viagens, chegar aqui e ler «projecção», é uma quase-saudação! Ainda que a quem faltou o arrojo não seja já o mesmo que aquele que reflecte sobre a falta e o ser-(se)-faltoso.
    E de um sopro de Heraclito não falta quase nada...

    saudo-Vos,

     
  • At 12:04 PM, Blogger Paulo Cunha Porto said…

    Queridíssima Viajante:
    Só não seria saudação por andar eu aos caídos, desgostoso de Vos pensar arredada desta casa. A Saudação segue mais acima. E sim, Heraclito está sempre presente neste pobre espírito que tudo faz para se detectar algum devir. O que é muito mais facilitado pela Vossa Intervenção.
    Beijo nostálgico.

     

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home

 
">
BuyCheap
      Viagra Online From An Online pharmacy
Viagra