O Misantropo Enjaulado

O optimismo é uma preguiça do espírito. E. Herriot

Sunday, October 15, 2006

Rejeições Contínuas

.


15 de Outubro como marco do nascimento de Oscar Wilde. Perdura hoje mais pelos seus ditos de espírito e boutades do que pela obra que produziu, a qual, lendo-se e vendo-se bem, imperará na preferência cimeira de poucos. Esforçou-se, confessadamente, por que a existência superasse os escritos, ao lançar a noção de que aplicava o talento nos seus livros e o génio na sua vida. Esta transforma-o hoje num herói e mártir pela homossexualidade que também era sua, fingindo ignorar que a acção que o condenou foi por si intentada contra o pai de Lord Alfred Douglas, contestando a qualificação de sodomita que este lhe fizera num local público. Só pelos azares do juízo se virou contra ele, muito por se deixar enredar em teorizações de amoralidade literária que não interessavam ao grosso das pessoas, salvo para o condenarem pelos actos. Foi a sua primeira contradição - tomar iniciativas de desmentir o que fazia gala de afirmar nas rodas de artistas, mundanos e literatos. Mas houve pior. O Esteticismo que corrompera, alterando os preceitos de Ruskin e Pater, fazia-o cego para toda a Beleza que se pudesse achar fora do artifício e, a breve trecho, fora de si. Por isso dizia «não haver beleza num pôr-do-Sol, porque não se podia pagá-lo». E logo, perguntado sobre quais os dez melhores romances de sempre, respondia «não saber, porque só escrevera seis». Penso que têm alguma razão os que creiam que tanto as suas actividades de cama, canalizadas para homens, ou para Mulheres de meios elevados, visavam diferenciar-se do estigma da vergonha sofrida familiarmente pelo pai, médico célebre que gostava de raparigas de baixa extracção e acabou réu de ter abusado duma, após cloroformizá-la. Também a sua obsessão com a elegância seria uma fuga ao padrão paterno de mexer, profissionalmente, na imundície humana. Também aqui falhou, que os seus próprios filhos até o nome paterno repudiaram, adoptando o do padrasto. Mas, acima de tudo, falhou no campo que elegera. Não só processualmente. Prescindindo do Belo que não inventasse ou não tocasse, condenou-se ao efémero que é o destino de todos os que caem na cegueira egoísta de não render louvor à Beleza da Criação.

4 Comments:

  • At 6:32 AM, Anonymous Anonymous said…

    http://www.catholiceducation.org/articles/arts/al0010.html

    http://www.chesterton.org/gkc/critic/Oscar%20Wilde.htm

     
  • At 8:43 AM, Blogger Paulo Cunha Porto said…

    Conheço a crítica vchestertoneana a Wilde, Caro Anónimo, que arruma várias questões.
    Grato.

     
  • At 9:09 AM, Anonymous Pimenta said…

    Desculpe-me, mas por inabilidade crônica eu me fiz de "anônimo".
    Agora me apresento corretamente: Marcus Moreira Lassance Pimenta.

     
  • At 9:29 AM, Blogger Paulo Cunha Porto said…

    Inabilidade, alguma estou certo, antes ansiedade de compartilhar dados. Ficamos então suspensos de mais contributos de uma Identidade que evoca o sabor e a riqueza das especiarias.
    Bem-vindo.

     

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home

 
">
BuyCheap
      Viagra Online From An Online pharmacy
Viagra