O Misantropo Enjaulado

O optimismo é uma preguiça do espírito. E. Herriot

Friday, October 20, 2006

Opções de Defesa

.

Alega o Sr. Lundgren, um ex-chefe de culto de uma das muitas seitas dos EUA, que o peso a mais que tem, com diabetes à mistura, é causa bastante para não ser executado por injecção letal, bem como junta a sua voz a outros recorrentes do Ohio que dizem ser tal processo «um castigo cruel» e, por isso, inconstitucional. Claro que é tentativa de ficar por cá mais uns dias, que esse barro não encontra parede a que cole. Para além de se prever um crescendo de apetite desmesurado nos presos norte-americanos dos corredores da morte, importa ter em conta o conceito de crueldade. Este brilhante argumentador foi condenado por ter amarrado e morto a tiro um casal de seguidores seus e três crianças filhas deles, a mais nova com sete anos, tudo por não lhes ter detectado o fervor cultual que desejaria. Como certamente não considera cruel este castigo que infligiu, proponho, assim como o procurador que o acusou, que, sem mais delongas, mudem para este consensual sistema o seu fim.
Entretanto, tendo o concernido justificado o criminoso acto por «ter lido na Bíblia passagens que lhe ordenaram que o realizasse», penso que os seus defensores teriam tido grande hipótese de sucessso se alegassem, em devido tempo, insanidade...
A imagem é «O Cruel Manipulador», de Zelim Saidjanov.

4 Comments:

  • At 3:03 PM, Anonymous Anonymous said…

    Olá Paulo
    Acho que os Estados não podem ter a pena de Morte. Sou contra ela.
    Mas percebo que os pais a quem mataram o/a filho/a ou a quem te violaram esse mesmo filho/a queiram matar.

     
  • At 6:29 PM, Blogger Paulo Cunha Porto said…

    Eu sou a favor. Está a ver as três pobres crianças massacradas, sem pais para estragar a alegria do monstro que as matou, porque também tinham sido despachados? Dependem da intransigência das pessoas de bem que digam, sem constrangimentos, que quem se portou de forma tão desumana náo pode contihuar ufanando-se de pertencer à espécie.
    Mas o problema principal, aqui, era o "double standard" do mânfio, quanto à crueldade do castigo.
    Beijinho.

     
  • At 10:27 AM, Anonymous Anonymous said…

    Eu sei que era esse o problema principal, Paulo, mas não resisti a falar da pena de morte.
    Porque continua a haver tantos erros judiciários.
    Beijinho e bom fim de semana.

     
  • At 1:28 PM, Blogger Paulo Cunha Porto said…

    É a tal questão, Querida MFBA: havendo pena de morte, corre-se o risco de uma injustiça. Não havendo, temos a certeza dela. Mas, embora um só fosse demais, os casos da sua aplicação a inocentes na Europa são raríssimos. E nos Estados Unidos, algo mais frequente, embora não como o cinema faz crer, deve-se ao facto de a sanção ser decidida por jurados e não por juízes, sendo que as pessoas que não têm formação jurídica se deixam, necessariamente, ir mais facilmente na conversa dos profissionais, os da acusação, no caso.

     

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home

 
">
BuyCheap
      Viagra Online From An Online pharmacy
Viagra