O Misantropo Enjaulado

O optimismo é uma preguiça do espírito. E. Herriot

Sunday, November 12, 2006

Mistérios Anti-Tabágicos

.
Nunca compreenderei a ausência de sentido estratégico daqueles que querem erradicar o hábito do fumo. Em vez de andarem para a promover intragáveis campanhas em que são os fumadores equiparados a criminosos, o que pode ter efeitos contrários por via da velhíssima história do fruto proibido, bastava que aproveitassem o sentimento anti-americano que por aí alastra e afixassem cartazes destes. Aposto que se desencadearia de imediato uma redução significativa do número de fumadores. E por vontade própria, comme il faut...

11 Comments:

  • At 12:08 PM, Anonymous Anonymous said…

    Nem mais! Estou de acordo!

     
  • At 12:41 PM, Blogger Paulo Cunha Porto said…

    É que, Teresa, não me canso de dizer que a marginalização por correcção política, além de rude, é contraproducente. Claro que era bom que as pessoas abdicassem de hábitos que, comprovadasmente, as prejudicam. Mas deve ser deixada às consciências delas essa desistência, desde que haja bom senso, claro: não falo dos casos-limite em que, de forma ininterrupta, um fumador incompetente esteja a atirar baforadas para cima de um vizinho.
    Beijocas.

     
  • At 12:56 PM, Anonymous Anonymous said…

    Amigo, deixei de fumar faz hoje duas semanas. Aproveitei o aparecimento da bronquite aguda para largar o cigarro. Não vou deitar já foguetes, quando chegar a um mês de abstinência talvez celebre. Mesmo assim já poupei cerca de 40 euros em maços, o que é significativo para a carteira. É de maneira que bebo uns whiskys a mais.
    Curiosa a noite de ontem em que, para além da habitual falta de encaixe proxémico das mãos, dei por mim a chatear um amigo para que deixa-se as cigarrilhas! Os papeis invertem-se.

    abraço e bom domingo

     
  • At 2:05 PM, Blogger Paulo Cunha Porto said…

    Meu Caro Simão:
    Muito me alegra vê-Lo liberto dessa escravidão, embora fique preocupado com a nova da bronquite. Espero que dê cabo dela bem depressa.
    Em todo o caso, segundo as notícias que me chegam, a cigarrilha - ou o charuto - farão muito menos mal do que o vulgar cigarro, porque, inexistindo o papel, não há chumbo e alcatrão intoxicantes, coisas muito piores do que a nicotina, propriamente dita.
    Abraço e cure esse estupor bronquítico!

     
  • At 2:48 PM, Anonymous Anonymous said…

    Caro amigo, a bronquite já vai mais ou menos curada, embora o seu aparecimento seja, inevitavelmente, cíclico. Mas por enquanto já estou em fase de recuperação, agora com uma leve constipação que me permite sair para beber uns whiskys.
    O charuto e a cigarrilha - enfim, todo o tabaco puro sem necessidade de mortalha - não têm de facto os mesmos efeitos nocivos. Para além disso, o próprio tabaco presente no vulgar cigarro tem um processo de tratamento diferente, sendo impregnado numa série de substancias conservantes e/ou viciantes que fidelizam o consumidor. No caso dos "puros cubanos" - e são tão bons... - é contam somente com os efeitos nocivos do próprio tabaco em si e não esquecer que estes também fazem bastante mal quando regulares.

    Posso depreender que deixei de ser um supporter americano? Ou que o fui sem o querer (ainda dei um bom dinheiro à Philip Morris...)?

    abraço

     
  • At 2:50 PM, Anonymous Anonymous said…

    errata: é contar e não "é contam"

     
  • At 2:55 PM, Blogger Paulo Cunha Porto said…

    Hihihihihi! Cuidado com a CIA, Caríssimo Simão. E fico satisfeitíssimo ao apreender que o pior já lá vai. Vingue-se nos copos que esses, desde que sem exageros, ajudam bastante.
    Abraço aliviado.

     
  • At 9:01 PM, Blogger Capitão-Mor said…

    Será que a liberdade de expressão tambpem estará em vias de extinção! Deixem-me intoxicar de nicotina à vontade. A saúde é minha e o dinheiro também,certo?

     
  • At 9:07 PM, Blogger Paulo Cunha Porto said…

    Por isso sou contra a injecção de pressões comportamentais neste campo, Meu Caro Capitão-Mor. Mas estou a ver que estando relativamente perto de Cuba e não sendo o clima antipático à cultura, alguns dos escravos usados no açúcar, aí na Capitania, ainda vão ser reconvertidos para a produção tabaqueira...
    Abraço.

     
  • At 9:35 PM, Anonymous Teresa said…

    sim paulo, não sei se posso dizer que sou ex-fumadora, pois já lá vão 4 anos e 67 dias que deixei de fumar. e fi-lo por amor, nem mais! sempre respeitei os que me rodeavam e evitava incomodá-los. e aí é que está, muitos fumadores não têm respeito nenhum e faltam-lhes principios para se aperceberem disso...

     
  • At 9:44 PM, Blogger Paulo Cunha Porto said…

    Com mais de três anos de abstinência creio que está definitivamente assegurado o estatuto de "ex-Fumadora", Querida Teresa. Que tenha sido esse o motivo Honra-A sobremaneira.
    Beijinho maravilhado.

     

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home

 
">
BuyCheap
      Viagra Online From An Online pharmacy
Viagra