O Misantropo Enjaulado

O optimismo é uma preguiça do espírito. E. Herriot

Friday, December 29, 2006

Não Posso!

.

Mas tenho pena. Desde miúdo que me sinto mal ao pensar na quantidade de inocentes que mandamos para a degola para saciarmos a brutalidade dos nossos apetites, porém, pese embora gostar imenso de vegetais, não consigo abdicar dos muitos pratos de animais que também prezo, para me tornar vegetariano. Curioso é ser suspeitado de tal, sem nada fazer para tanto: um Livreiro Experiente, meu Conhecido, perguntava-me, no outro dia se não era essa a minha alimentação. E, perante a negativa, justificou-se: «é que todas as pessoas que conheço com ideias esquisitas são vegetarianas». O ideário excêtrico era, calcule-se, o meu Monarquismo Tradicionalista, que, assim assimilado a tudo o que não faz parte dos gostos predominantes, levava à conclusão que a ancestralidade dos hábitos alimentares portugueses pareceria indicar.
Posto isto, deponho a minha admiração aos pés de quem tomou esta iniciativa. Mas lamento que tenham tido de lançar mão do aliciamento para uma saúde melhor dos eventuais convertidos, no fim de contas uma modaldade de interesseirismo, em vez de, simplesmente, sublinhar a injustiça do sacrifício de seres sem culpa.

A imagem é «A Vegetariana», de Magda Francot.

10 Comments:

  • At 11:42 AM, Blogger MySelf said…

    Querido amigo,

    Passei por aqui para te desejar os melhores votos para 2007 e que continues com a inspiração que te caracteriza!
    Um beijinho

     
  • At 11:48 AM, Blogger zazie said…

    ehehehe essa do "vegetalismo monárquico" foi engraçada

    Eu tenho uma teoria: se comermos pouca carne e muitos acompanhamentos, o mais que uma vaca pode perder, à nossa custa, será uma pernita e duas orelhas por ano. Ora se esta média for distribuída por várias vacas, galinhas e peixes e restante bicharada altamente comestível, digamos que o resultado não andará longe de um "lifting" e efeito de pircings no reino animal. E mesmo uma vaca manca ainda se pode aguentar muito bem com perna postiça...

    ":O.

    Beijocas

     
  • At 11:51 AM, Blogger zazie said…

    E feliz Ano Novo. Mas ainda venho cá desejá-lo mais próximo do dia

    (a ver se não me acontece como um amigo meu que tinha encascado que a passagem de ano era no dia anterior e já tinha as tampas das panelas preparadas para a barulheira à janela
    ehehehe

    Ficámos lixados por não o ter deixado no engano, só para assistir à reacção dos vizinhos

    ":O)))

     
  • At 12:58 PM, Anonymous Anonymous said…

    Eu sou um carnívoro por naureza! E nem com uma adolescência marcada a ouvir os Smiths cantarem "Meat is Murder" me fez mudar de ideias.
    Bom, o meu caro amigo já deve saber do meu apetite por leitão e por algumas peças de caça de que já sinto alguma saudade.

     
  • At 5:11 PM, Anonymous Anonymous said…

    Vegetariana só na próxima reencarnação se houver.
    :)
    beijito

     
  • At 5:22 PM, Anonymous Hugo Oliveira said…

    Pois eu que sou conservador tradicionalista, sem maiúscula nem metafísica, onde mais gosto dos animaizinhos é na grelha ou na arena - ou seja, já hoje faço parte de uma minoria mal vista.

    Mas, se não me equívoco, o António Sardinha era um feroz opositor da Festa Brava - apesar ser tradição que precede a modernidade (ou mau-hábito provecto, dirão outros). Então, o Paulo Cunha Porto não degenera; e talvez isto explique o intuitivo palpite do Bom Livreiro.

    Muitas Felicidades para 2007 (e, se me permite um pequeno egoísmo, que O Misantropo Enjaulado continue a ser tão apetitoso)

     
  • At 6:35 PM, Blogger Paulo Cunha Porto said…

    Querida Myself:
    Obrigadíssimo, Que a Tua Luz continue a guiar-nos e que Todos os teus e Tu própria sejam muito felizes neste 2007 e para a frente.

    Ai, Querida Zazie:
    Tens de ir para a entrada do matadouro explicar essa estatística às debutantes, tenho a certeza de que ficarão muito mais descansadas...
    Mais perto nos desejaremos anos bons, então.

    É verdade, essa apetência pelas carnes transparece através dos oceanos, Meu Caro Capitão-Mor. Mas claro que o meu mal-estar é inócuo e se nem a mim me converto...

    Querida Marta:
    Cuidado, olhe que os adeptos dessa teoria ainda A fazem reencarnar em perdiz, como castigo!

    Meu Caro Hugo Oliveira:
    Tem pleníssima razão quanto a Sardinha, que co-assinou um folheto contra a Festa Brava. O que mais me surpreende não é o facto de ele ser Tradicionalista, mas de o Ser e alentejano. Um Alentejano adepto da Tradição hostil às corridas de touros é um achado. noutra províncias, apesar de tudo, ainda alguns vão sento recenseados.
    E desejo com desejo se paga e egoísmo muito maior: Que os Distintíssimos Comentários assinados por Hugo Oliveira continuem a salvar, conjuntamente com os de Outras Almas Generosas, este pobre blogue.
    Beijinhos e abraços.

     
  • At 7:06 PM, Anonymous Anonymous said…

    Eu não assumo rótulos políticos, mais por dificuldade minha que por snobismo. Mas esta história lembra-me uma que se contava lá no curso de Biologia em Coimbra:

    — Mas então estes animais são noctívagos?
    — Não, não! Comem carne!

     
  • At 10:30 PM, Anonymous Anonymous said…

    Ah Paulo!
    Mas para me vingar ía ser ainda mais rija que as originais.
    Beijinho

     
  • At 11:44 AM, Blogger Paulo Cunha Porto said…

    Meu Caro L.Rodrigues
    Hihihihihi! Olhe que no caso dos morcegos até vinha a calhar a confusão, que dizem ser o mais comestível deles um... vegetariano.

    Querida Marta:
    Combativa até nessa eventualidade!
    Beijinho e abraço.

     

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home

 
">
BuyCheap
      Viagra Online From An Online pharmacy
Viagra