O Misantropo Enjaulado

O optimismo é uma preguiça do espírito. E. Herriot

Thursday, January 04, 2007

Keeping the Flame

.

Deu-me hoje para pensar em como na genialidade dos Gregos se pode sempre achar sempre o caminho para maior felicidade neste Mundo em que nos movemos. Assim, para todas as relações fatigadas, já nos diziam os Helenos que o segredo estava em manter em acesa a chama, se não quiséssemos perecer afogados entre lágrimas de dor. É o caso de Hero e Leandro, ela no seu sacerdócio de Afrodite, profissão reveladora entre todas, segurando um facho aceso, para que ele consigo fosse ter, atravessando a nado o Helesponto, até ao dia em que, não o fazendo, provocou um engano na rota do amado e o seu fim, entre vagas desconhecidas, motivando a imensidão das lágrimas de desespero da que se descuidara na manutenção do Fogo. Romanticamente desafiado, Byron fez igual travessia a nado, para provar que o mito era alcançável pelo Homem do seu tempo. Mas se triunfou na proeza atlética, fracassou na força sentimental, sabendo-se dos fins pouco pacíficos de várias das suas relações. O que também é muito grego - algo de sibilino na significação de cada oráculo, ao menos para os que têm uma específica dificuldade em decifrá-lo.
Turner e Evelyn de Morgan ajudaram-me, com as respectivas representações desta história exemplar.

5 Comments:

  • At 4:35 PM, Blogger Mariposa Roja said…

    É sem dúvida o mais difícil: manter a chama quando a combustão faz parte da ordem natural da vida.

    É como conseguir conversar um jardim em vez andar sempre a comprar novas plantas.

    Imagina tu que há mais de cinco anos aguardo a floração de uma orquídea que me chegou sob a forma de tubérculo.

    O que mantém a chama? O que faz com que não tenha ainda desistido desta flor? A curiosidade? A convicção profunda de que se deu três folhas também dará uma flor?

    Acredito nela de tal forma que a terei de incluir no meu testamento, para que se não florir na minha vida possa vir a fazê-lo na de outrém.

     
  • At 4:47 PM, Blogger Espadachim said…

    a elogiar assim o facho ficam os visitantes com boas razões para chamarem ao autor do blogue fachista

     
  • At 4:59 PM, Blogger Mariposa Roja said…

    Caro espadachim:

    Eugen Herrigel levou dez anos para aprender a arte do tiro com arco, tudo isto porque só conseguia pensar no alvo. Este é um problema para a maioria dos ocidentais tudo tem de ter uma direcção e um destinatário.

     
  • At 6:54 PM, Blogger Paulo Cunha Porto said…

    Querida Comandante do Barco:
    Por felicidade, a execução do Teu testamento ainda deverá esperar mais uns sessenta anos, no mínimo. Mas é evidente que a modalidade de amor consubstanciada nessa Espera, de tão orientais ressonâncias, não parece da natureza extintiva das paixões humanas mais divulgadas, mas da sublime fidelidade que aumenta o braseiro a cada acha, sem o corte abrupto que desperte o Trágico sempre presente na mente da nossa Civilização.

    Meu Caro Espadachim.
    Duvido de que os tentados por essa designação cuja estatura vive da ambiguidade fonética se aventurassem a tal, por, nem em jeito de brincadeira, lhes ser fácil assimilar tal apodo ao Amor...

    Excelsa Timoneira:
    Creio que o Espadachim era crítico disso mesmo, porém Ele melhor o esclarecerá.
    Beijinho e abraço.

     
  • At 4:21 PM, Blogger Espadachim said…

    só quis dizer tocha mas achei tochista neologismo a mais

     

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home

 
">
BuyCheap
      Viagra Online From An Online pharmacy
Viagra