O Misantropo Enjaulado

O optimismo é uma preguiça do espírito. E. Herriot

Tuesday, January 02, 2007

Crescer e Aparecer

.

.

Lança a Teresa o desafio de dizer aos Meus Leitores e Confrades o que queria ser quando era pequeno, passando depois a pasta a Outros Três Que queiram jogar. Bem, como é uma cadeia diversa da corrente das manias, para cujo peditório já dei duas vezes, respondo com prazer:
A bem dizer, era omnívoro; e de cada profissão cujo conteúdo os meus Pais explicavam, o entusiasmo localizava-se nela. Com uma excepção, de que já dei o relatório. Mas, pelos dez anos, o meu sonho, na ressaca da leitura de Dumas, era ser mosqueteiro. Um Mosqueteiro no Século XX/XI. Estava traçado o meu destino quanto a capacidade de inserção e realização diluída no todo social!
Já então, já então...
E confesso que estou muito curioso de descobrir as ambições profissionais de infância
do Bic Laranja
da T
e do Pedro Guedes,
implorando-lhes que dêem continuidade à coisa e nomeiem cada um outros tantos Sonhadores.

14 Comments:

  • At 8:56 PM, Anonymous Anonymous said…

    Mosqueteiro!? O meu caro amigo é um romântico por natureza! :)
    Eu desejei ser médico veterinário e oficial da marinha mercante. Uns anos depois, acabei por trilhar rumos completamente opostos...

     
  • At 9:36 PM, Blogger Paulo Cunha Porto said…

    Pois, Calcule o Capitão-Mor que ainda pensei procurar o Senhor de Trevlle, Capitão da Companhia de Mosqueteiros, mas como não tinha carta de recomendação, enveredei pelo curso de Direito. Perdeu-se um entusiasta da capa e espada, sem se ganhar um jurista que fosse ao menos sofrível.

     
  • At 10:08 PM, Blogger T said…

    Eu em pequenina queria ser detective (tinha um clube chamado As espias e usava um pequeno distintivo com um olho desenhado pestanudo e muito feio). Depois quis ser escritora. E arqueóloga.
    Pela faculdade andei a flanar por LLM, fiz o curso de serviço social e depois o de jornalismo.
    Não me lembrava da minha vertente detectivesca há muio tempo:)

     
  • At 10:19 PM, Blogger Paulo Cunha Porto said…

    Ainda bem que a relembrámos, Querida T. Que ela sirva para investigar mais três bloguistas.
    Detective-Arqueóloga-Jornalista? Uma coerência na investigação, não?
    Beijinho.

     
  • At 11:08 PM, Blogger T said…

    Eu não trabalho como jornalista...risos.Investigar, investigo:)

     
  • At 11:20 PM, Anonymous Bic Laranja said…

    E com esta já me tramou!
    :)
    Cumpts.

     
  • At 11:30 PM, Anonymous Anonymous said…

    querido paulo,
    mosqueteiro?!?
    daqueles,

    "um por todos e todos por um!"?

    de espada "en riste" pela sua julieta?

    achei delicioso!

     
  • At 10:13 AM, Blogger Paulo Cunha Porto said…

    Querida T:
    Mas que linha de coerência, hihihi!

    Meu Caro Bic Laranja:
    Ora, que é isso para quem nos tem dado tão belas evocações da Infãncia?

    Querida Teresa:
    Desses mesmo, o lema até apresenta convergências com a divisa do meu Clube...
    A Julieta é um pouquinho anterior aos Mosquetes, aqui as grandes paixões vinham de "Mylady", o que não quer dizer que tenha ficado com um travo que me fizesse coincidir a Mulher com a Vilã...
    Beijinhos e abraço.

     
  • At 11:31 AM, Blogger T said…

    Eu torcia sempre pela MyLady..Semmpre tive um fraaquito pelos maus e más da fita.
    Por isso gosto tanto da Patricia e do Ripley:)

     
  • At 2:18 PM, Anonymous Anonymous said…

    Maravilha! A amiração que eu sempre tive pelos Mosqueteiros.
    Já entãio não gostava dos cardeais.
    Beijinho Paulo.

     
  • At 7:39 PM, Blogger Paulo Cunha Porto said…

    Querida T:
    Então deve ter gostado muito de «O CLUBE DUMAS», de Arturo Perez-Reverte!

    Querida Marta:
    Fico contentíssimo com a preferência de que beneficio, mas, Querida Marta, quem me dera que tivesse retirado como corolário não gostar de vermelhos menos eminentes...
    beijinhos a Ambas.

     
  • At 2:34 AM, Blogger pedro guedes said…

    Desafio aceite! Agora só me falta pensar no assunto... :)
    Abraço.

     
  • At 8:31 PM, Blogger Paulo Cunha Porto said…

    Hihihihihi! Pergunta à Senhora Tua Mãe, meu Caro Pedro. É infalível.
    Abraço.

     
  • At 8:32 PM, Blogger T said…

    Na mouche...e comecei a lê-lo com o Mestre de Esgrima, que a minha mãe me emprestou há muitos anos.
    Os últimos que li dele foram as aventuras do capitão Alatriste (isto porque estamos a falar de espadeirada).

     

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home

 
">
BuyCheap
      Viagra Online From An Online pharmacy
Viagra