O Misantropo Enjaulado

O optimismo é uma preguiça do espírito. E. Herriot

Friday, November 10, 2006

O Essencial e o Acessório

Descobri que sou «de Esquerda», segundo as definições de insuspeitas personalidades desse lado do espectro político. Com efeito, a liberdade concita muito mais a minha atenção do que a produtividade, alérgico que sou ao primado da Economia; tenho-me esforçado por atentar nos desprotegidos, mais no que nos dominadores, esses que mandam na estrutura política que temos e abusam do seu poder sobre os indefesos; possuo a noção de que o Capitalismo não existiu sempre e que poderá deixar de existir, o que tento que seja o mais preve possível para substituí-lo por um socialismo, aquele que Maurras e Marx concordaram existir no Tradicionalismo Monárquico; não faço coisa outra do que agitar a dúvida que esclareça contra as certezas dadas por adquiridas pelo actual sistema, como atesta a misantropia virtual que venho publicando; e tenho-me pronunciado continuamente contra o acabamento definitivo das leis, princípios e regimes vigorantes, para lhes fazer suceder outros, mais perfeitos, de que fez prova o Tempo. Como estarei sempre do lado contrário ao Estalinismo, Kimilsunguismo e Maoismo, para todas as luminárias inquiridas, no que de fulcral há na divisão, tenho de confessar-me um fervoroso esquerdista.
O pior é o complemento, o que há de residual: quando vêm lembrar, com um «E claro...», a igualdade e a adesão profunda às liberdades democráticas é que o caldo de todo se entorna. Recuso tudo o que seja apelativo à inveja social do que o Outro tem, como de eternamente fraccionante da Comunidade, como própria essência da forma de a reger. No entanto, o que é isto senão um rodapé doutrinal, nas novas formulações destes Grandes Doutrinadores? Estamos verdadeiramente perante as ideias trocadas que o título do texto linkado propõe.

7 Comments:

  • At 1:12 PM, Anonymous Miguel said…

    Esboço um ligeiro sorriso, não de ironia, mas de gozo verdadeiro, à medida que leio a enumeração de características esquerdistas do Paulo, e penso que talvez seja por isso que o vulgo maioritário se encontra tão despolitizado, dada a dificuldade de comprensão da lógica dessa coisa estranha que é a Política...

    Se o Paulo nunca fez o teste em www.politicalcompass.org, aconselho-o a fazer e depois a partilhar os resultados com os leitores. Julgo que seria bem mais instrutivo...

     
  • At 4:59 PM, Blogger O Jansenista said…

    eu bem suspeitava, eu bem suspeitava, e agora com esta vitória dos apoiantes de Louçã no Congresso dos EUA, demonstra um fino sentido de "timing" (como diria Madail)...

     
  • At 7:05 PM, Blogger Paulo Cunha Porto said…

    Meu Caro Miguel:
    Não fiz esse teste, mas, na minha juventude, preenchi uma série de outros, de revistas responsáveis, que deram resultados bem diferentes. Daí a minha surpresa! Nada como ler o jornal para se obter notícias de si próprio...
    Claro que tem toda a razão, quanto à incapacidade de as pessoas se caracterizarem, com a diluição de conceitos reinante.

    Meu Caro Jansenista:
    Calma, não virei a casaca. Quem mudou foram eles! Mas daqui a pouco ilustrarei a coisa.
    Quanto ao Congresso, é mais os apoiados de Louçã, mas não tarda está a manifestar arrependimento.
    Abraços a Ambos.

     
  • At 7:26 PM, Anonymous Bic Laranja said…

    Ser de esquerda é só conversa, já vejo; não devia ser acção? Se mudam assim o significado bem podem mudar o significante para ser de... direita.
    Cumpts.

     
  • At 7:37 PM, Blogger Paulo Cunha Porto said…

    Meu Caro Bic Laranja;
    A Revolução hoje faz-se na poltrona. Mas vou publicar,a seguir, um desenho que respeita a Muitos e explica tudo.
    Abraço.

     
  • At 10:11 AM, Blogger Rafael Castela Santos said…

    Paulo Cunha Porto na sua melhor e deslastrada prosa (... e sem publicidade desleal).
    Uma pancada para os mitos de "esquerda-direita", bolachada a os direitinhos bem-pensantes, e grande defensa da viuva, pobre e orfâo, o seja, da Doutrina Social da Igreja.
    Parabéns, caro Paulo.

     
  • At 11:00 AM, Blogger Paulo Cunha Porto said…

    Obrigadíssimo, Meu Muito Caro Rafael, já se sabe que a deslealdade publicitária é um mero complemento da vida. Mas tentei, realmente, mostrar como as palavras podem falsificar os conceitos e campos fundamentais em cuja luta incessada, infelizmente, se tem movido o nosso Mundo.
    Grande abraço.

     

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home

 
">
BuyCheap
      Viagra Online From An Online pharmacy
Viagra